Braga

Trabalhadores da Bosch Car Multimédia em Braga em greve na sexta-feira

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Os trabalhadores da Bosch Car Multimédia, em Braga, vão “cumprir uma greve de 24 horas”, na sexta-feira, em resposta aos “escassos aumentos salariais” e “à gritante discriminação” na sua aplicação, anunciou hoje o sindicato.

Em comunicado, o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (Site-Norte) justifica que é o momento para os trabalhadores darem “um sinal de descontentamento face à revolta que sentem com tal discriminação”.

Segundo este sindicato, “face aos escassos aumentos salariais e à gritante discriminação na aplicação destes por parte da empresa, que insiste em desvalorizar os salários dos trabalhadores mais antigos e discriminar em direitos (a exemplo a não aplicação de diuturnidades) aos trabalhadores mais novos, [e] à falta de resposta às propostas do sindicato, que tem vindo ao longo dos anos a chamar a atenção para estas matérias”, é tempo de os trabalhadores protestarem.

Contactada pela Lusa, fonte oficial da Bosch respondeu que, para já, não tem nada a dizer.

O Site-Norte diz tratar-se de uma “multinacional, com mais de mil milhões de faturação no polo de Braga, que recebe, habitualmente, dinheiros públicos” e que, segundo este sindicato, “insiste em desconsiderar quem lhe produz a riqueza”.

“Trabalhadores estes que hoje, face à perda de poder de compra, veem os seus rendimentos mingar a cada mês, assim como uma aberrante desvalorização das carreiras, da dedicação e experiências acumuladas”, denuncia o Site-Norte.

O sindicato dá ainda conta de que “os horários desregulados, os ritmos intensos de trabalho, a retirada de direitos às novas gerações, os baixos salários praticados e a pressão exercida sobre os trabalhadores tem, não só afastado trabalhadores da empresa, como desgastado quem, com mais ou menos tempo de casa, sempre zelou e pautou o seu trabalho com profissionalismo”.

Nesse sentido, “os trabalhadores irão cumprir a greve na totalidade do seu horário de trabalho”.

Pelas 11:00 de sexta-feira, uma delegação da estrutura sindical da empresa vai prestar declarações aos órgãos de comunicação social.

Comentários

topo