Vila Verde

Vila Verde. Alunos de Mecatrónica Automóvel da EPATV terminam curso com sucesso

(C) EPATV
Partilhe esta notícia!

O trabalho e o ensino superior aguardam os finalistas do Curso Técnico de Mecatrónica Automóvel da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) que defenderam hoje, dia 14 de julho, as suas Provas de Aptidão Profissional.

Se trabalhar é a prova da alta empregabilidade dos Cursos da EPATV, com elevada procura pelas empresas, o desejo de estudar testemunha o entusiasmo que este curo gerou nos seus alunos, alimentando a vontade de prosseguir num nível superior.

O Professor Adelino Costa aconselhou os seus finalistas, no último dos “melhores dias da sua vida”, a “procurar sempre mais formações para não ficarem para trás, porque esta área necessita de constante atualização”.

Os finalistas deste curso demonstraram muito trabalho e empenho na construção das suas PAP’s, conforme sublinhou o Diretor do Curso, Adelino Costa, um dos membros do júri acompanhado por Sandra Monteiro, Diretora Pedagógica da EPATV, Sandra Guedes, Francisco Gomes, Ricardo Fernandes – ex-aluno da EPATV e atual empresário deste setor – e Paulo Amorim – representante do SITE-Norte (Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Transformadora, Energia e Ambiente).

A jornada abriu com a apresentação de uma Bancada Didática de um motor de combustão interna com sistema de Injeção Multiponto, construída por Fernando Sousa, Rafael Sousa e Ruben Macedo. Eles tiveram de superar várias dificuldades e vão enriquecer a EPATV com mais um equipamento de apoio à formação.

Francisco Pereira, Marco Sousa e Tiago Alves – com emprego garantido -conseguiram vencer o desafio de restaurar o motor de um Lancia Fulvia de 1965, desmontando-o peça a peça, reparar as peças danificadas e colocar o motor a funcionar.

Uma bancada didática com um sistema de informação e comunicação foi a tarefa desenvolvida pelo Diogo Araújo, Diogo Antunes e Marco Silva, permitindo-lhes “viver experiências nunca antes imaginadas”.

Antes da última prova, Edgar Pereira e José Lopes surpreenderam com um Sistema de Gestão electrónica numa Unidade de comando programável num motor de um BMW. Se eles viram confirmadas as suas expetativas, o Diretor do Curso destacou, no final da prova, que esta dupla “teve muito trabalho e gostei muito do que conseguiram fazer”. Os dois vão trabalhar, mas a professora Sandra Guedes desafiou-os a estudar: “Devíeis fazer um esforço para continuar a estudar.”.

A terminar, António Antunes, Diogo Pereira e Carlos Rodrigues apresentaram um modelo de Bancada Didática de motor de combustão interna com sistema de injeção common rail (diesel) que mereceu o aplauso dos professores porque reflete “muito trabalho e bem feito e muita dedicação”. Estes jovens tinham estado a estagiar em Valência (no âmbito do programa Erasmus+) e foram convidados pela empresa a ficar, “testemunho do apreço que eles tiveram por estes alunos” — concluiu Sandra Monteiro.

Comentários

topo