Vieira do Minho

Homem apanhado a atear fogos em Vieira do Minho fica na prisão

Partilhe esta notícia!

Um homem de 46 anos, suspeito de atear fogos com isqueiro em Vieira do Minho, no distrito de Braga, foi detido na Póvoa de Lanhoso e ficou em prisão preventiva, informou hoje fonte da GNR.

Detido na sexta-feira, o suspeito deu entrada no fim de semana no hospital de Braga devido a problemas com alcoolismo, tendo sido ouvido pelo procurador nesse estabelecimento hospitalar.

“De lá, quando teve alta, foi para [o estabelecimento prisional de] Paços de Ferreira porque foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva”, disse à agência Lusa o Tenente-Coronel Adriano Rocha, do Comando Territorial da GNR de Braga.

A mesma fonte descreveu que o detido “atuava com um isqueiro”.

“Havia ocorrências na zona e desde que foi detido acalmou. Não prova nada, mas a investigação o dirá”, concluiu.

Já em comunicado, a GNR da Póvoa de Lanhoso descreve que “no seguimento de uma denúncia por incêndio florestal na localidade da Caniçada”, esta polícia militar deslocou-se ao local onde foi identificado o autor do incêndio.

“Foi possível apurar-se que este ainda tinha na sua posse o isqueiro utilizado para a ignição de vegetação existente no terreno contíguo à sua propriedade, tendo consumido uma área de 10.000 metros quadrados”, lê-se no comunicado.

O detido foi constituído arguido e os factos comunicados ao Tribunal Judicial de Vieira do Minho.

Comentários

topo