Vila Verde

Quota paga ‘fora de tempo’ pode levar à queda da direção dos Bombeiros de Vila Verde

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O pagamento de uma quota fora de prazo nas passadas eleições da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Verde (AHBVVV) pode levar à destituição da direção, segundo apurou o Semanário V. e informação confirmada por rádio local do Alto Minho.

Em causa está o pagamento da quota de João Pedro Cerqueira, que foi eleito em sufrágio – lista única – para os órgão sociais como vice-presidente do conselho fiscal, sendo que, segundo informações dadas ao nosso jornal, a quota foi paga no dia 4 de dezembro, dia das eleições, quando esta devia ter sido paga, segundo os estatutos, até 19 de novembro, segundo a Rádio Alto Minho.

Este argumento do não cumprimento do pagamento de quotas foi motivo da queda da então lista liderada por Paulo Gomes, que se retirou das eleições depois de quatro elementos não terem pago as quotas até ao referido dia 19 de novembro.

Comentários

topo