Guimarães

Guimágua inicia construção da Unidade de Investigação no Avepark

(c) Guimágua
Partilhe esta notícia!

A Guimágua – Piscinas e Equipamentos, LDA, empresa sediada no Concelho de Guimarães, e liderada por António Mota, aposta na criação de uma Unidade de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (I&D&I) com o objetivo de criar novos
produtos para o sector do Habitat e, em particular, nas áreas do desenvolvimento de novos produtos para tratamentos de água e ambiente, manufatura avançada, dispositivos “inteligentes” e internet das coisas (IoT).

Esta Unidade de I&D&I, dotar-se-á de recursos humanos altamente qualificados e irá promover ações visando a geração de novas ideias e tecnologias, alinhadas com as necessidades reais e específicas do sector do Habitat, e principalmente dos seus clientes. Atualmente, esta nova Unidade já se encontra em fase avançada para disponibilizar no mercado 3 produtos com assinatura própria, algo que acontecerá entre este e o próximo ano, e que preconizam a ecologia, sustentabilidade e inovação, aplicados ao habitat e ao
quotidiano das pessoas.

Os trabalhos para a construção da Sede desta Unidade de Investigação, Desenvolvimento e Inovação iniciarão começaram hoje, dia 18 de julho, onde se situará no parque de ciência e tecnologia, Avepark, nas Caldas das Taipas, e tem previsão estimada para a sua inauguração ainda no decorrer de 2023.

TESTEMUNHOS:

António Mota, CEO da empresa Guimágua, refere que “a criação desta Unidade de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (I&D&I) é uma aposta feita a pensar no futuro; no nosso futuro, no futuro das empresas, no futuro dos nossos colaboradores, que é fundamental, mas também no futuro dos nossos jovens. Hoje em dia, vivemos um momento atípico, onde é exigido de nós muito esforço mas isto não é impedimento para que as coisas possam crescer, a evoluir, ou que nos possamos distanciar das infinitas possibilidades que o mercado possui.”

Já o Dr. Miguel Oliveira, cientista e inventor taipense reconhecido internacionalmente, acredita que “esta estratégia permitirá garantir a sua sustentabilidade, contribuindo com novos produtos e soluções para um mundo mais amigo do ambiente e “inteligente”, permitindo-se maior eficácia na abordagem comercial, ao nível nacional e internacional.”

Comentários

topo