Viana do Castelo

Detida suspeita de ter ateado pelo menos 11 fogos em Paredes de Coura

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Polícia Judiciária (PJ) deteve hoje uma mulher suspeita da autoria de, pelo menos, 11 crimes de incêndio florestal e um crime de incêndio em edifício em Paredes de Coura, distrito de Viana do Castelo, anunciou aquela polícia.

Em comunicado, a PJ refere que os crimes ocorreram durante a tarde de terça-feira, numa freguesia de Paredes de Coura, sendo que “a pronta intervenção dos bombeiros e dos sapadores florestais evitaram a rápida propagação dos incêndios, que foram extintos ainda numa fase inicial”.

“Os locais onde ocorreram os incêndios situam-se numa zona onde existiam condições de propagação a manchas florestais de grandes dimensões, gerando enorme risco, potencialmente alimentado pela carga combustível ali existente e pela orografia própria da região, o que se traduziu em elevadíssimo perigo concreto para as pessoas, para os seus bens patrimoniais e para o ambiente”, salienta a Polícia.

A mulher, de 45 anos, “ateou os incêndios com recurso a chama direta e a produtos de fácil combustão”, afirma a PJ, acrescentando que a detida “atuou num quadro de desequilíbrio psicológico e emocional”.

Segundo a PJ, assim que as ocorrências foram comunicadas, de imediato foram realizadas diligências de investigação que permitiram a recolha “de importantes elementos de prova e que levaram à detenção da arguida”.

A mulher será agora presente à autoridade judiciária para primeiro interrogatório e aplicação de medidas doação tidas por adequadas.

Com Agência LUSA

Comentários

topo