Ponte de Lima

Organização das Feiras Novas de Ponte de Lima alerta para falso peditório

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A organização das Feiras Novas lançou o alerta para “um falso peditório”.

Em comunicado assinado pelo seu presidente, Gonçalo Rodrigues, a Associação Concelhia das Feiras Novas (ACFN) salienta que:

“Tendo chegado ao conhecimento da Associação Concelhia das Feiras Novas (ACFN) de que pode estar em curso um falso peditório para as Feiras Novas, venho por este meio informar que o peditório para as Feiras Novas 2022, promovido pela ACFN, apenas será iniciado, previsivelmente, no próximo dia 5 de agosto, exatamente pelas mesmas pessoas que têm vindo a colaborar nos peditórios das últimas edições da festa.

Acresce referir que os membros da comissão de festas e colaboradores envolvidos nesta tarefa, terão na sua posse uma declaração da ACFN, devidamente carimbada e assinada pelo Presidente da Direção, a informar que estão a realizar o peditório em nome da ACFN e que a verba apurada tem por objetivo custear despesa da festa. Também terão na sua posse um livro de recibos provisórios numerados, em duplicado, que visa registar o recebimento do valor atribuído, sendo que um, o destacável, se destina à pessoa que faz o donativo e o outro, que permanece no livro, se destina ao contabilista da ACFN para os devidos efeitos.

Assim sendo, a ser verdade, este falso peditório está a ser levado a cabo por pessoas com o objetivo e a motivação de recolher dinheiro para proveito próprio, utilizando de forma ilícita e abusiva o nome das festas e da ACFN.
Neste seguimento, pretendemos com o presente comunicado alertar a comunidade Limiana para a possibilidade de estar em curso um falso peditório, pelo que não deve ser entregue dinheiro a qualquer pessoa anónima que não esteja identificada pela ACFN e munida da documentação anteriormente referida.

Reservado que está, à ACFN, o direito de comunicar às autoridades, informo que foi dado conhecimento do presente comunicado à PSP e à GNR.

O Comunicado irá ainda ser amplamente divulgado no site e redes sociais do Município de Ponte de Lima, bem como enviado a todos os Senhores e a todas as Senhoras Presidentes de Juntas de Freguesia”.

A Associação deu conhecimento do caso à PSP e à GNR.

Comentários

topo