Braga

Braga entre os distritos com maior procura de casa no primeiro semestre de 2022

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A procura de casa no interior do país e distritos intermédios aumentou +4,1% no primeiro semestre de 2022, face ao último semestre do ano anterior. No global, Lisboa e Porto representam 42% do total da procura de casa, com os restantes distritos a representarem 58%. Os dados são do Imovirtual, portal com o maior número de imóveis em Portugal, que acaba de divulgar um estudo baseado em dados disponíveis na plataforma.

As duas principais áreas metropolitanas, que também registam conjuntamente um crescimento de +1,8%, continuam a ser as regiões com maior procura de casa. Lisboa lidera, representando 23,5% do total da procura de casa no país, seguida pelo Porto, com 18,3% do total da procura. No entanto, no primeiro semestre, apesar do crescimento da procura de +7,5% em Lisboa, há uma quebra de -5,6% no Porto.

O interesse dos consumidores em casas no interior do país no primeiro semestre do ano, face ao semestre anterior, aumentou sobretudo nos distritos de Braga (+13,7%); Setúbal (+9,4%), Faro (+6,9%), Aveiro (+6,2%), Leiria e Santarém (+4,9% em ambos). Paralelamente, a procura de casa caiu sobretudo na Guarda (-11,4%) e Viseu (-8,6%).

«Continuamos a observar um grande dinamismo nos distritos de Braga e Setúbal, que são os mais pesquisados após Lisboa e Porto, mas são também os que revelam o maior aumento da procura por parte dos consumidores. É também interessante vermos cada vez mais pessoas interessadas em Aveiro, Leiria e Santarém, regiões com grande potencial de desenvolvimento e crescimento, em linha com uma tendência de descentralização e mudança para o interior”, analisa Ricardo Feferbaum, diretor geral do Imovirtual.

O maior interesse nas casas do interior do país é uma tendência que se tem verificado nos últimos dois anos, com 2021 a registar um aumento global de +14% face a 2020 e de +51% face a 2019. Nos primeiros seis meses de 2022, os distritos intermédios mais procurados são, por esta ordem, Braga, Setúbal, Leiria, Faro, Coimbra e Aveiro. Por outro lado, os distritos que revelam menor procura de casa foram Vila Real, Beja, Bragança, Guarda e Portalegre.

Comentários

topo