Ponte de Lima

População de lugar em Ponte de Lima retirada devido aos incêndios

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A população do lugar de Felgueiras, em Moreira do Lima, Ponte de Lima, vai ser retirada das habitações devido ao incêndio que deflagrou, hoje, às 14:56, na freguesia de Arcozelo, informou o presidente da Câmara.

Contactado pela agência Lusa, Vasco Ferraz adiantou que a medida, tomada por “apenas por precaução, envolve cerca de 20 a 30 pessoas, sobretudo idosos”.

“Se até final da tarde, que é o que esperamos, o incêndio estiver resolvido, a população volta para casa. Há ainda uma indústria de extração e transformação de granito, no cimo da serra de Antelas, que não será afetada pelo fogo, já que na envolvente não existe nada para arder, mas face à possibilidade de os caminhos ficarem impedidos e à inalação de fumo, solicitamos ao dono da empresa que retirasse os funcionários”, adiantou o autarca do CDS-PP.

Segundo Vasco Ferraz, “há suspeita de fogo posto, uma vez que o incêndio começou num local, os bombeiros conseguiram extingui-lo, mas já outro surgia num outro ponto, completamente oposto”.

O incêndio deflagrou em Arcozelo e “está a contrariar o vento, em direção a uma encosta onde se encontra o lugar de Felgueiras”, na freguesia de Moreira do Lima.

“Segundo o comandante dos Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima, ou os meios aéreos envolvidos conseguem resolver o incêndio, ou então é preciso deixar o incêndio subir a encosta para o conseguir controlar”, explicou o autarca.

Vasco Ferraz adiantou ter pedido ao comandante dos bombeiros, Carlos Lima, “muito afinco e um cuidado considerável para não deixar o incêndio passar para o lado oposto, o vale da Labruja”.

“Aí sim, teríamos um possível desastre porque temos uma área muito densa de floresta e pinhal e os Caminhos de Santiago, que passam pelo meio”, informou.

De acordo com dados que constavam na página da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) na Internet, às 16:21 combatiam as chamas 68 operacionais, apoiados por 20 veículos e três meios aéreos.

Com Agência LUSA

Comentários

topo