Vila Verde

EPATV apresenta o novo ano letivo em Vila Verde com novos compromissos

(C) EPATV
Partilhe esta notícia!

João Luís Nogueira começou a sua intervenção com um agradecimento a todos os colaboradores “cujo esforço e dedicação permitiu atingir os objetivos no ano passado”.
O Diretor Geral da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) apresentou, no dia 7 de setembro, os seis compromissos a cumprir neste novo ano letivo, para manter o sucesso desta escola: manter o número de alunos, alicerçar o reconhecimento externo, diversificar as ofertas educativas, incrementar o trabalho colaborativo com a comunidade, assegurar um quadro de colaboradores motivado e continuar a ser uma escola inclusiva.
João Luís Nogueira falava aos colaboradores da EPATV sobre o balanço do ano letivo anterior e o esperado no novo ano. Partindo do pressuposto de uma gestão democrática, sustentabilidade ambiental e cumprimento das leis, o responsável máximo da EPATV não esqueceu a necessidade de novas metodologias de ensino, as atividades coletivas, criativas e inclusivas bem como o acompanhamento psicossocial dos alunos e a autoavaliação.
No seu entender, o reconhecimento externo da EPATV assenta na pluralidade de atividades, bem divulgadas, na parceria com empresas e personalidades, bem como num ainda maior envolvimento dos encarregados de educação.
A diversificação de ofertas educativas aponta para a formação de ativos, através de workshops e palestras culturais, CET’s (Cursos de Especialização Tecnológica) em regime pós-laboral, prestação de serviços pelas oficinas e a realização de um ATL de Verão para ocupação dos tempos livres das crianças.
A EPATV não quer perder a sua “marca de água” como escola inclusiva através de gestão participada, diferenciação pedagógica, comunicação vertical e horizontal, potenciação de talentos e voluntariado estruturado.
João Luís Nogueira anunciou o fim do horário de 40 horas semanais “para criar maior equilíbrio entre docentes e não docentes”.

NÚMEROS DE SUCESSO
O ano letivo 2021-2022 teve uma taxa de sucesso de 90 por cento e uma execução plena do seu Plano Anual de Atividades.
“O abandono — nove por cento — constitui uma das nossas preocupações numa Escola de excelência” (com 17,4 de média na avaliação dos alunos que realizaram estágio profissional junto das empresas) — alertou, não ignorando fatores especiais dos últimos anos, como os efeitos da pandemia.
Para otimizar o uso das oficinas e equipamentos da EPATV, João Luís Nogueira anunciou a candidatura a acreditação no IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional) para a criação de um Centro de Especialização Tecnológica (CET) além de outra no âmbito das energias renováveis para melhorar as oficinas com equipamentos novos que garantam maior segurança ambiental.
Estas candidaturas permitirão reequipar doze salas de aulas e melhorar a formação transversal.
O Diretor da EPATV desafiou os professores para que continuem a usar “uma pedagogia de rigor que, por outro lado, assuma uma forma de acompanhamento que não deixe ninguém para trás”.

Comentários

topo