Esposende

Just4Teen reuniu em Esposende jovens de Casas de Acolhimento temporário

Partilhe esta notícia!

O Centro de Educação Ambiental de Esposende foi palco, esta segunda-feira, 12 de setembro, do “Just4Teen”. O evento, organizado pela Casa de Acolhimento Temporário Emília Figueiredo da ASCRA – Associação Social Cultural e Recreativa de Apúlia, reuniu 26 jovens, maiores de 12 anos, acolhidos nas quatro casas de acolhimento da sua área geográfica (Esposende, Barcelos e Póvoa de Varzim).

De acordo com o presidente da ASCRA, Carlos Abreu, a ideia era proporcionar um dia diferente, um momento inovador de convívio interinstitucional aos adolescentes e jovens acolhidos e que vivem a mesma realidade.

E foi isso que aconteceu. O dia começou com uma dinâmica de acolhimento para que os jovens se pudessem conhecer um pouco melhor e conseguissem ultrapassar algumas barreiras típicas da idade. Seguiu-se uma aula de zumba.

Houve, ainda, tempo para a partilha de testemunhos e de experiências. Durante a tarde, os jovens puderam ouvir João Pedro Gaspar, presidente da direção da PAJE – Plataforma de Apoio a Jovens (Ex)Acolhidos. O também psicólogo, habituado a trabalhar com jovens em acolhimentos temporários, levou consigo um ex-acolhido que deu o seu testemunho aos jovens presentes.

Os jovens puderam, ainda, desfrutar das atividades lúdicas que o centro de educação ambiental de Esposende proporciona. O dia encerrou com uma largada simbólica de balões e um momento de música/dança. “Temos a certeza de que foi um momento único na vida dos jovens que acolhemos e uma oportunidade imperdível para a partilha de vivências e histórias de vida”, sublinha Carlos Abreu.

ASCRA

A ASCRA – Associação Social Cultural e Recreativa de Apúlia é a maior IPSS – Instituição Particular de Solidariedade Social do Concelho de Esposende, sedeada na freguesia de Apúlia desde 1990. Para concretizar a
sua missão “educar, cuidar e proteger” e procurando dar respostas às necessidades das famílias tem em pleno funcionamento as respostas sociais de creche, jardim-de-infância, centro de atividades de tempos livres, centro de dia e serviço de apoio domiciliário.

Em 2003, a ASCRA abraçou um novo desafio, com uma nova resposta social vocacionada ao acolhimento residencial de crianças e jovens: a Casa de Acolhimento Emília Figueiredo, que acolhe crianças e jovens que, por diversas razões inerentes a situações familiares disfuncionais, são retirados pelo Tribunal de Família e Menores e pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens – CPCJ do seu meio natural de vida, acionando a medida de promoção e proteção de acolhimento residencial.

Comentários

topo