Vila Verde

Artur Jorge quer 50.ª vitória do SC Braga frente ao Union Berlim

Partilhe esta notícia!

Artur Jorge frisou hoje a ambição do Sporting de Braga vencer o Union Berlim, na quinta-feira, na segunda jornada do grupo D da Liga Europa de futebol, e alcançar o 50.º triunfo do clube na competição.

A equipa bracarense estreou-se na então Taça UEFA há 44 anos e, se bater a equipa alemã, chega às 50 vitórias na prova e o treinador revelou, na conferência de imprensa de antevisão da partida, que “esse número será apresentado aos jogadores”. “É a vitória 50 que nos interessa, é só esse o número que nos interessa”, reforçou.

O Sporting de Braga vem de seis vitórias consecutivas (cinco para o campeonato e uma na Liga Europa, somando ainda mais um empate), e é segundo na I Liga portuguesa, enquanto o Union Berlim é a grande surpresa da Bundesliga, liderando-a invicto, com 14 pontos à sexta jornada.

“Estou muito entusiasmado e satisfeito para este jogo. Estarão em campo duas grandes equipas e será um jogo com grande intensidade. Vamos disputá-lo com a máxima ambição, sabendo que teremos de ser muito competentes e rigorosos para podermos ganhar. É essa a nossa ambição, porque queremos consolidar o primeiro lugar no grupo”, disse.

Artur Jorge frisou a importância de, vencendo, ficar com mais seis pontos relativamente a uma equipa que “também é um candidata” a seguir em frente na prova.

“Queremos fazer a diferença com mais seis pontos para com este adversário, mas sem nunca pensar que está tudo feito”, indicou.

O técnico defendeu que não pode faltar ambição aos jogadores do Sporting de Braga.

“Tive o cuidado, desde muito cedo, de dizer aos jogadores que nunca nos pode falhar a ambição, é dessa forma que olhamos para todos os jogos. Vamos ter um jogo muito difícil contra uma equipa muito competente e jogaremos com a convicção de que podemos ser superiores. Queremos vencer o nosso grupo sabendo que outras equipas têm a mesma intenção”, disse.

Para Artur Jorge, a equipa do Sporting de Braga “tem margem de crescimento, vai evoluir e melhorar” e a Liga Europa vai ajudar nessa “afirmação”, antecipando ainda alterações no ‘onze’, que não terão “nada a ver com o estado do relvado ou do tempo”.

“Podemos ter alguma vantagem da qualidade técnica individual dos jogadores, mas a equipa tem de assumir também, jogando com intensidade num jogo de alta voltagem. Também temos essa característica. Temos pela frente um adversário difícil, mas possível de superar”, afirmou.

Os minhotos venceram na última jornada, em Vila do Conde, o Rio Ave, por 3-2, depois de terem estado a ganhar por 3-0 e sofrido os golos na parte final.

O treinador admite ter havido algum “relaxamento” e disse que falou com os jogadores sobre isso, mas preferiu realçar que, antes, a equipa podia ter feito mais golos.

“Podia ter sido 5-2. Olho para o jogo de forma positiva, não quero desvalorizar o que foi o trabalho dos jogadores, porque sei que todos fizeram o melhor que podiam. Ganhámos de forma mais sofrida do que aos 80 minutos parecia, mas sem qualquer tipo de injustiça no resultado final”, reforçou.

Victor Gómez integrou o treino de hoje e está perto da recuperação total, ao invés de Niakaté que não treinou e não é opção para quinta-feira.

Sporting de Braga, primeiro classificado do grupo D, com três pontos, e Union Berlim, terceiro, com zero, defrontam-se a partir das 20:00 de quinta-feira, no Estádio Municipal de Braga, em jogo que será arbitrado pelo eslovaco Filip Glova.

Comentários

topo