Desporto

Vitinha dá 50.ª vitória ao Sporting de Braga na Liga Europa

(C) SC Braga
Partilhe esta notícia!

Um golo de Vitinha deu hoje ao Sporting de Braga uma importante vitória sobre os alemães do Union Berlim, líderes da Bundesliga, por 1-0, que permite continuar no primeiro lugar do grupo D da Liga Europa de futebol.

Vitinha, aos 77 minutos, fez o único golo de um jogo em que o Sporting de Braga soube sofrer e defender na primeira parte, alcançando a sétima vitória consecutiva em todas as competições e a sua 50.ª na Taça UEFA/Liga Europa, excetuando as conseguidas nas fases preliminares desta competição – caso contrário seriam 60 triunfos.

Os três pontos ‘cavam’ um fosse de seis pontos para a equipa germânica e para os suecos do Malmö, que perderam com os belgas do St. Gilloise (3-2), segundos, também com seis pontos.

Artur Jorge fez três alterações à equipa que iniciou o jogo com o Rio Ave, na última jornada da I Liga (vitória por 3-2), trocando Bruno Rodrigues, André Horta e Iuri Medeiros por Paulo Oliveira, Racic e Álvaro Djaló.

O líder da Bundesliga entrou melhor, muito pressionante, e já depois de algumas ameaças, Siebatcheu serviu Becker, que tentou levantar a bola sobre Matheus, mas o guarda-redes defendeu bem com uma palmada (14) – no canto sequente, Diogo Leite cabeceou ao poste (15).

O Sporting de Braga falhava muitos passes e só um ‘esticão’ de Álvaro Djaló (15) e um remate muito por cima, mas em boa posição, de Ricardo Horta (22) criaram algum perigo.

A equipa bracarense, contudo, não conseguia libertar-se da pressão adversária e ligar uma jogada com princípio, meio e fim.

O Union Berlim controlava a partida e joga mais no meio-campo minhoto, mas a melhor ocasião da primeira parte seria do Sporting de Braga, com Vitinha a conduzir um rápido contra-ataque e a servir Banza, mas o remate do avançado francês foi defendido pelo guardião dinamarquês do Union Berlim (45+1).

Racic é outro tipo de médio em relação a André Horta, que vinha sendo uma peça fulcral no Sporting de Braga, jogando e fazendo jogar, e a equipa minhota ressentiu-se disso.

André Horta foi, por isso, sem surpresa, um dos primeiros jogadores que Artur Jorge fez entrar, juntamente com Iuri Medeiros (saíram Racic e Álvaro Djaló, 60), e estaria mais tarde no lance do golo.

Os dois jogadores elevaram a qualidade de jogo do Sporting de Braga, sendo que o Union Berlim também caiu muito na segunda parte – só aos 48 minutos criou perigo com um remate cruzado de Reyerson.

Artur Jorge lançou Abel Ruiz para o lugar do apagado Banza (70), mas seria Vitinha a fazer o único golo da partida, numa recarga muito oportuna, após defesa incompleta de Ronnow a um forte remate de André Horta (77).

O internacional sub-21 esteve perto de bisar pouco depois, mas depois de correr muitos metros com a bola, não teve a força nem o discernimento necessários e permitiu a defesa ao guarda-redes (81).

O técnico do Union Berlim, Urs Ficher, lançou três jogadores de uma assentada, mas tardiamente, e o assalto final não teve consequências.

Comentários

topo