Barcelos

Câmara de Barcelos vai acabar com ‘caminhos de terra batida’ no concelho

Partilhe esta notícia!

A Câmara de Barcelos aprovou a transferência para as freguesias de 3,3 milhões de euros destinados ao programa “Novos Caminhos”, para erradicar, em todo o concelho, as vias de comunicação ainda em terra batida, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município refere que, na última reunião do executivo, foi aprovada a transferência de 2,7 milhões de euros, contemplando a realização de obras em 63 caminhos de 37 freguesias.

Este montante junta-se aos 600 mil euros aprovados anteriormente para a beneficiação de outras 25 outras vias.

“Ao todo, e num período de cerca de quatro meses, o município já aprovou financiamento para obras de pavimentação de 88 vias em terra batida”, sublinha.

Segundo o município, o programa “Novos Caminhos” foi apresentado em junho e está a ter uma “grande adesão” por parte das juntas de freguesia.

Para o presidente da câmara, Mário Constantino, esta colaboração com as freguesias é “a forma mais eficaz” para o desenvolvimento de todo o concelho.

“A continuar assim, estou convicto de que, no que respeita a este programa, vamos cumprir os objetivos que delineámos para este mandato”, referiu o autarca.

Em quatro anos, e com um investimento de 10 milhões de euros, o município de Barcelos propõe-se eliminar os caminhos de terra batida que ainda existem no concelho.

Mário Constantino considera “inaceitável” que, “quase já no final do primeiro quartel do século XXI, as pessoas tenham de percorrer, seja a pé, seja de automóvel, caminhos em terra batida, ora repletos de pó, ora cheios de lama e esburacados devido às chuvadas”.

A execução do programa vai ser feita obedecendo a três prioridades: eliminar todos os caminhos de terra batida que sirvam habitações, acabar com os caminhos de terra que servem unidades industriais e comerciais e erradicar os caminhos em terra que estabelecem ligações entre freguesias.

Segundo o município, ainda há caminhos em terra batida em 44 freguesias do concelho.

Ao todo, será executada obra em 90 quilómetros de caminhos, a que correspondem a 450 mil metros quadrados de novos pavimentos, conferindo acesso a 950 casas, 50 indústrias e 30 serviços.

Com Agência LUSA

Comentários

topo