Vila Verde

Vereador será candidato à Câmara de Vila Verde mesmo sem apoio do Chega

Partilhe esta notícia!

O vereador Fernando Feitor encerrou a sede do Chega em Vila Verde por “falta de apoio da Distrital de Braga e da Nacional”. Em cima da mesa está, deste modo, mais uma saída do partido quando cinco vereadores já bateram com a porta ao Chega.

Segundo o vereador não recebeu sequer “um cêntimo”, nem para a campanha eleitoral, e que tem assumido todas as despesas e o partido ‘assobiou para o lado’.

Questionado pelo Semanário V sobre se vai deixar o Chega, partido do qual já foi suspenso 30 dias, Fernando Feitor admitiu estar a ponderar sair, respondendo que “é uma possibilidade”.

“Na qualidade de vereador, encerrei as portas da sede do Chega de Vila Verde devido à falta de apoio da Distrital de Braga e da Nacional. Esperei quase dois anos pelo apoio que nunca tive, nem para a minha campanha eleitoral”, escreveu o vereador quando fechou a porta da sede.

Futuro do Chega Vila Verde

O futuro do Chega Vila Verde é incógnito. As novas caras do partido permanecem sem dar uma palavra desde que Fernando Silva encerrou a sede, e, segundo é do conhecimento público, ainda não abriu um novo espaço do Chega em Vila Verde, sendo que, o coordenador José Luís Moreira ainda não se pronunciou acerca do sucedido, estando em silêncio também Filipe Melo da distrital e o próprio partido Chega, após puder perder mais um dos seus vereadores eleitos nas últimas eleições autárquicas.

Comentários

topo