Braga

Sporting de Braga vence Estoril e ‘cola-se’ ao FC Porto

Partilhe esta notícia!

O Sporting de Braga venceu hoje o Estoril Praia, por 2-0, na 10.ª jornada da I Liga de futebol, num encontro marcado por um grande golo de Vitinha e que ‘carimba’ a aproximação dos minhotos ao campeão nacional.

Os bracarenses inauguraram o marcador por Al Musrati (10) e Vitinha (31) marcou o 2-0, naquele que muito provavelmente será o golo desta jornada e um dos mais espetaculares de toda a época.

Com este triunfo, o Sporting de Braga regressa aos triunfos para o campeonato, depois de dois desaires consecutivos, e com 22 pontos iguala no segundo lugar da classificação o FC Porto, que na sexta-feira perdeu frente ao Benfica (0-1), líder da Liga portuguesa.

Já o Estoril Praia, que não perdia desde a quinta jornada, pode cair na classificação e abandonar o oitavo lugar que ainda ocupa, com 15 pontos.

O Estoril entrou bem no encontro, a jogar no seu meio-campo ofensivo, e o Sporting de Braga pareceu acomodar-se a essa pretensão dos ‘canarinhos’, mas sempre de olhos postos no contra-ataque.

Num desses lances, Abel Ruiz causou o primeiro calafrio à equipa de Nélson Veríssimo, num remate que foi desviado por Pedro Álvaro para canto. Na sequência do lance, Tormena cabeceou para defesa de Dani Figueira e, cansado do desperdício, na recarga, Al Musrati não facilitou e atirou colocado de pé direito para o primeiro dos ‘arsenalistas’.

Aos 29 minutos, houve novo sinal de perigo do Sporting de Braga, num remate de Ricardo Horta, depois de uma perda de bola dos ‘canarinhos’, que Dani Figueira afastou com dificuldade.

Contudo, aos 31, o guarda-redes do Estoril Praia nada pôde fazer perante a obra de arte que Vitinha decidiu erguer na Amoreira.

Depois de uma sucessão de toques curtos à entrada da área, o avançado minhoto ganhou espaço, olhou para a baliza, e disparou ao ângulo, com a bola ainda a beijar a trave com violência antes de cair dentro da linha. Um momento de Vitinha que valeu o segundo golo ao Sporting de Braga e o bilhete aos espetadores presentes no Estádio António Coimbra da Mota.

Até ao intervalo, o melhor que o Estoril Praia conseguiu foi estar perto de reduzir, com Rodrigo Martins, no lado esquerdo do ataque, a pôr os reflexos de Fabiano à prova pela primeira vez.

Tal como no primeiro tempo, o Estoril voltou ao relvado apostado em jogar junto da área bracarense e esteve perto de festejar logo depois do reatamento, após um cruzamento de Serginho que Paulo Oliveira afastou com um toque de calcanhar.

O Sporting de Braga estava confortável no encontro, mas não acomodado. Abel Ruiz mostrou isso mesmo à passagem do minuto 55, com um remate que quase dava o 3-0.

Aos 68 minutos, já com o Estoril sem o fulgor do reinício, o Sporting de Braga continuou a fazer do contra-ataque a sua melhor arma e Vitinha ficou a escassos centímetros de ‘bisar’, naquela que foi a última grande oportunidade do encontro. O avançado luso respondeu de primeira a uma assistência do espanhol Abel Ruiz e, sobretudo depois do que fez na primeira parte, falhou o que parecia fácil.

Comentários

topo