Região

IP suspende comboios na Linha do Minho em Valença após deslizamento de terras

Partilhe esta notícia!

A Infraestruturas de Portugal (IP) decidiu, hoje, suspender a circulação ferroviária na Linha do Minho, em Valença, na sequência de um deslizamento de terras, depois de inicialmente ter anunciado a limitação de velocidade do comboio.

Em declarações à agência Lusa, fonte da IP adiantou que a suspensão da circulação ferroviária naquele troço da Linha do Minho, a cerca de 200 a 300 metros da ponte internacional que Liga a cidade de Valença, no distrito de Viana do Castelo, a Tui, na Galiza, “não vai afetar o transporte de passageiros e de mercadorias”.

“O próximo comboio de transporte de mercadorias está marcado para as 16:50 e, o de passageiros, para as 19:30”, especificou a fonte.

No intervalo de tempo, até às 16:50, “a IP vai realizar trabalhos de reforço das condições de segurança” naquela ligação internacional.

Questionada pela Lusa, a fonte adiantou que o primeiro comboio de transportes de passageiros partiu do Porto, com destino a Vigo, na Galiza, às 08:30, já após a derrocada ter ocorrido, sendo que naquele troço a composição reduziu a velocidade”.

Anteriormente, à Lusa, o presidente da Câmara de Valença, José Manuel Carpinteira, tinha alertado que a linha férrea, se encontrava “fragilizada”, considerando “não existirem condições de segurança para a circulação do comboio”.

O autarca adiantou que a autarquia já tem técnicos municipais no local a remover as terras que deslizaram durante a madrugada e que interromperam a circulação viária na rua da Rainha, no lugar de Urgeira, bem como a resolver outras ocorrências, como inundações, queda de árvores e ‘outdoors’ que ocorreram durante a madrugada, devido à chuva e vento intensos que se fizeram sentir.

Nenhuma das ocorrências registada no concelho, referiu, José Manuel Carpinteira, causou vítimas.

O IPMA prolongou hoje o aviso laranja nos distritos de Viana do Castelo e Braga devido à previsão de períodos de chuva por vezes fortes.

Depois de terem estado sob aviso laranja até às 09:00 de hoje devido à agitação marítima, o IPMA prolongou nos dois distritos do litoral norte o aviso laranja para a precipitação.

O aviso laranja diz respeito à agitação marítima, com ondas que podem vir a atingir os 11 metros de altura máxima e períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada.

Portugal está a ser afetada por uma depressão denominada Beatrice, que afeta o país desde a madrugada de sábado e deverá permanecer no território até ao final de hoje com chuva, trovoada e vento forte, segundo o IPMA.

Comentários

topo