País

Mau tempo: Proteção Civil registou perto de 500 ocorrências em Portugal Continental

Partilhe esta notícia!

A Proteção Civil registou entre as 00:00 de sábado e as 08:00 de hoje 494 ocorrências, em todo o território nacional relacionadas com o mau tempo, a maioria das quais inundações.

Fonte da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) disse à Lusa que foram registadas 494 ocorrências naquele período em Portugal continental, sendo Lisboa o distrito mais afetado, onde se registaram “24% [das ocorrências], 10% em Coimbra e 9% no Porto”.

Nas operações estiveram envolvidos 1.578 operacionais, de acordo com a mesma fonte.

No acumulado das ocorrências desde o alerta amarelo do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para o mau tempo, a Proteção Civil refere que “38% dizem respeito a inundações, 30% a quedas de árvores e 18% a limpezas de via”.

Já os Sapadores Bombeiros de Lisboa, responsáveis pelo socorro na cidade, referiram à Lusa que a noite de hoje tinha decorrido “sem sobressaltos”, com algumas ocorrências “sem gravidade”.

O IPMA prolongou hoje o aviso laranja nos distritos de Viana do Castelo e Braga devido à previsão de períodos de chuva por vezes fortes.

Depois de terem estado sob aviso laranja até às 09:00 de hoje devido à agitação marítima, o IPMA prolongou nos dois distritos do litoral norte o aviso laranja para a precipitação.

O aviso laranja diz respeito à agitação marítima, com ondas que podem vir a atingir os 11 metros de altura máxima e períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada.

Coimbra, Porto, Aveiro, Braça e Viana do Castelo que estiveram com alerta laranja até às 09:00 de hoje, encontram-se agora sob aviso amarelo, até às 18:00 devido à agitação marítima, precipitação e vento.

Também até às 18:00 de hoje os distritos de Beja, Faro, Leiria, Lisboa, Porto e Setúbal encontram-se sob aviso amarelo devido à agitação marítima.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica, enquanto o aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado.

Portugal está a ser afetada por uma depressão denominada Beatrice, que afeta o país desde a madrugada de sábado e deverá permanecer no território até ao final de hoje com chuva, trovoada e vento forte, segundo o IPMA.

“Os efeitos desta depressão estão a ser sentidos em Portugal continental desde a madrugada de hoje dia 22, persistindo pelo menos até ao final do dia 23. Na circulação desta depressão é transportada uma massa de ar tropical, com elevado conteúdo de humidade”, explicou o IPMA em comunicado, referindo que o nome Beatrice foi atribuído pela Agência Estatal de Meteorologia de Espanha (AEMET).

Segundo o Instituto, prevê-se para hoje “a ocorrência de precipitação por vezes forte e persistente, que pode ser acompanhada de trovoada, e vento forte no litoral e terras altas nos dias, com rajadas que podem atingir até 80 km/h no litoral Norte e Centro, e até 95 km/h nas terras altas”.

Por causa do mau tempo, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou na sexta-feira a população para “situações meteorológicas adversas” nos próximos dias, com aguaceiros fortes, que poderão provocar cheias, vento moderado a forte e agitação marítima.

Comentários

topo