Desporto

Vitória de Guimarães vence de forma ‘épica’ e ultrapassa Boavista no sexto lugar

Partilhe esta notícia!

O Vitória de Guimarães venceu hoje em casa o Boavista por 3-2, na 10.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, após duas reviravoltas no marcador, e ultrapassou os ‘axadrezados’, ‘colando-se’ ao Casa Pia no sexto lugar.

A reviravolta foi a tónica dominante em Guimarães, onde o Boavista ‘deu a volta’ ao Vitória mesmo reduzido a 10 unidades, quando Ricardo Mangas foi expulso, aos 41.

Nessa altura, já Tiago Silva tinha adiantado os minhotos, aos 20, da marca de grande penalidade, mas os ‘axadrezados’ não baixaram os braços e empataram aos 45+3, pelo defesa francês Sasso.

No segundo tempo, Petit lançou os extremos Salvador Agra e Yusupha Njie, aos 64 e 65, respetivamente, e estes foram os ‘obreiros’ do 2-1: Njie assistiu e Agra marcou, aos 71.

Do outro lado, Moreno colocou em campo o francês Janvier aos 68, e foi de novo do banco que saiu o golo, com o 2-2 aos 86, num remate de fora da área, e André Amaro fez, de cabeça aos 90+3, o 3-2 que consumou a segunda reviravolta do encontro.

Foi o quinto jogo sem perder para os vitorianos, que agora são sextos, com 17 pontos, os mesmos do Casa Pia, que perdeu no sábado em casa do Sporting (3-1), quarto com 19.

Os ‘axadrezados’, por seu lado, caíram para o sétimo posto, com 16.

Foi em Vizela que o Santa Clara se estreou a vencer fora do arquipélago dos Açores esta temporada da I Liga, graças a um tento de Bruno Almeida aos 87 minutos, que deu aos açorianos ‘fôlego’ na luta pela permanência.

Apesar de seguir em 16.º e antepenúltimo lugar, em posição de ‘play-off’ de manutenção, com oito pontos, o emblema micaelense pôs fim a uma série negativa de quatro jogos sem vencer no campeonato, além da eliminação na Taça de Portugal ante o ‘secundário’ Tondela.

Do lado do Vizela, que jogou com menos um desde os dois minutos, quando Ivanildo viu o vermelho direto, condicionando o jogo para o treinador Álvaro Pacheco, o 12.º posto, com 11 pontos, ficou mais próximo dos últimos.

O Desportivo de Chaves conseguiu hoje o primeiro triunfo a jogar em casa na presente edição do campeonato, ao protagonizar a primeira reviravolta dos jogos do dia, impondo-se ao Gil Vicente por 3-1.

Os gilistas marcaram por Fran Navarro (25), mas a expulsão de Adrián Marín (45+6) permitiu a ‘remontada’ dos flavienses, com ‘bis’ de João Mendes (46 e 67) e outro tento de Arriba (59).

O resultado deixa os transmontanos no 10.º lugar, com 15 pontos, após prosseguirem o bom momento de forma, com o terceiro jogo sem perder no campeonato, ‘esquecendo’ a eliminação da Taça de Portugal face ao Valadares Gaia, do quarto escalão.

Do lado do Gil, este é o terceiro desaire consecutivo e a ‘linha de água’ ficou mais perto, dado o triunfo do Santa Clara, seguindo em 15.º, com nove.

Sem vencer continua o Marítimo, lanterna-vermelha do campeonato com dois pontos, os mesmos do Paços de Ferreira, ainda que tenha somado o segundo 1-1 seguido: tinha conseguido isso em casa do Boavista e hoje fê-lo ante o Arouca.

Adiantou-se primeiro a equipa da casa, por André Vidigal aos 13, mas Antony fintou o guarda-redes para empatar aos 44, após erro defensivo, e dar o 13.º ponto aos arouquenses, que seguem em 11.º lugar.

A jornada fecha na segunda-feira, com a receção do Rio Ave, 14.º classificado com nove pontos, ao Portimonense, oitavo com 15, em partida agendada para as 20:15.

A I Liga é liderada pelo Benfica, com seis pontos de vantagem para o FC Porto, que venceu na sexta-feira (1-0) no Dragão, e para o Sporting de Braga, que no sábado bateu o Estoril Praia (2-0).

loading…

Comentários

topo