Braga

Contas da SAD do Sporting de Braga aprovadas por unanimidade por acionistas

Partilhe esta notícia!

Os acionistas da SAD do Sporting de Braga aprovaram hoje por unanimidade o exercício da época passada e o orçamento da atual, que prevê um lucro de 2,8 milhões de euros (ME).

A SAD do futebol do Sporting de Braga apresentou um resultado líquido positivo de 3,1 ME na época 2021/22, que se segue ao exercício negativo registado na temporada anterior (prejuízo de 1,9 ME).

A administração liderada por António Salvador prevê no final da presente temporada um lucro de 2,8 ME.

Em 2021/22, a SAD bracarense teve um EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 12,3 ME (6,8 ME em 2020/21).

Estes números não refletem os ganhos associados à transferência de David Carmo (concluída já no decorrer do exercício económico 2022/23) para o FC Porto por 20 ME.

O passivo voltou a descer (de 54,5 ME para 49,1 ME), tal como o ativo (91,4 ME em 2021/22 face aos 93,7 ME da temporada anterior).

Reunidos hoje em assembleia geral (AG), os acionistas aprovaram todas as propostas apresentadas pela administração e, por proposta da mesa da AG da SAD, foi ainda aprovado por unanimidade um voto de louvor à gestão da sociedade e ao órgão de fiscalização e revisor de contas.

Participaram na AG acionistas que em conjunto representam 38,739% do capital social da sociedade.

Há duas semanas, a Qatar Sports Investments, grupo de investimento do próprio governo qatari, que detém a totalidade do Paris Saint-Germain, entrou na SAD ‘arsenalista’ pela compra dos 21,57 % da Olivedesportos, tornando-se dessa forma no segundo maior acionista da sociedade, só atrás do próprio clube, que detém 36,98 %.

O terceiro maior investidor é o fundo Sundown Investments Limited, com 17,04 %, estando 24,31 % das ações distribuídas por diversos acionistas.

Comentários

topo