Vila Verde

Obra da Adega Cultural de Vila Verde já dura há 5 anos, 1904 dias, 272 semanas

Partilhe esta notícia!

A Câmara de Vila Verde anunciava em agosto de 2018 o investimento de 2,7 milhões de euros na construção de uma “Adega Cultural”, que incluirá um auditório com capacidade para 7.000 pessoas e um espaço museológico sobre o mundo rural, anunciou hoje a autarquia.

O presidente da câmara na altura, António Vilela, disse à Lusa que o equipamento resultará da requalificação e ampliação das antigas instalações da Adega Cooperativa de Vila Verde, adquiridas pelo município há mais de uma década.

“A ideia passa também pela requalificação de toda a área envolvente, criando ali uma nova centralidade para a vila”, referiu o autarca.

A primeira pedra da “Adega Cultural” foi lançada em 09 de agosto, tendo a empreitada um prazo de execução de um ano e meio

A principal valência será um espaço polivalente, capaz de acolher “grandes espetáculos”, tendo capacidade para 7.000 pessoas de pé.

Para público sentado, a lotação irá até mil e o espaço poderá ser subdividido em três, para acolher simultaneamente diferentes eventos. Haverá ainda espaços para venda de produtos locais e artesanais, lado a lado com o mercado municipal O espaço museológico evocará os costumes e tradições do concelho e entre projeto e obras, o investimento ascende a 2,7 milhões de euros.

No exterior, e segundo António Vilela, começará a nascer o futuro parque urbano de Vila Verde, com alguns equipamentos de desporto e de lazer “Trata-se de requalificar toda aquela área, a exemplo do que já aconteceu com o quartel da GNR e com a Casa da Cultura, para ali criar uma nova centralidade”, reiterou.

Inauguração obras Adega (c) Mariana Gomes / Semanário V

Inauguração obras Adega (c) Mariana Gomes / Semanário V

Inauguração obras Adega (c) Mariana Gomes / Semanário V

Inauguração obras Adega (c) Mariana Gomes / Semanário V

Entretanto em 2019

Obra na adega está atrasada. Câmara de Vila Verde “chumba” pedido de aumento de prazo

2022, obra por concluir

Em finais de outubro de 2022, a obra está por concluir e os vila-verdenses não sabem em que ponto se encontra a obra da Adega Cultural. Um espaço vistoso, com painéis vermelhos, luminosos à entrada de Vila Verde vindo de Barbudo, mas pouco mais.

Sem acessos, sem ponto de situação, os vila-verdenses aguardam a tão desejada adega cultural.

Comentários

topo