Barcelos

Ivo Vieira quer momento “de viragem” do Gil Vicente na receção ao Braga

Partilhe esta notícia!

O treinador Ivo Vieira disse hoje esperar que a receção ao Sporting de Braga, no domingo, da 11.ª jornada da I Liga de futebol, seja um momento “de viragem” do Gil Vicente, que vive um momento negativo.

A equipa de Barcelos vem de três derrotas seguidas e só tem uma vitória nas últimas cinco rondas (mais um empate) e Ivo Vieira espera que este jogo com o Sporting de Braga possa marcar uma “viragem” no percurso dos gilistas.

“É um jogo motivante, é um dérbi, e temos que aproveitar para termos um resultado diferente acima de tudo. Estamos conscientes do que tem sido o nosso percurso, temos tido dificuldades pelo caminho, mas este poderá ser um jogo de viragem, em que a equipa poderá dar um ‘click’ em relação aos resultados e à qualidade de jogo. Temos que fazer muito mais, sermos mais competitivos e competentes diante de um Braga que é uma equipa forte e recheado de bons valores”, disse.

O Gil Vicente está na cauda da tabela e conta apenas com duas vitórias no campeonato e o treinador assume que tinha a expectativa de “estar melhor classificado na tabela” neste momento.

“Estamos um pouco aquém das expectativas, temos que assumir a nossa realidade na tabela, esperávamos ter mais cinco ou seis pontos, no mínimo, mas falta muito campeonato. Resta-nos lutar, confiar no futuro e, já neste jogo de domingo, lutar pela vitória”, disse.

Questionado sobre se a participação na fase preliminar da Liga Conferência Europa pode ter tido uma influência no arranque menos positivo no campeonato, o treinador diz não acreditar nessa ligação causal.

“Seria mais confortável dizer isso, mas não é a minha forma de estar. Se eu fosse atleta, esses momentos serviriam de motivação e aumento da minha performance e capacidade”, disse.

Ivo Vieira lembrou estarem em causa apenas quatro jogos: “os jogadores e os treinadores têm que ter esse arcaboiço para suportar esses momentos e usá-los como alavancagem da equipa. Esse momento tinha que ser vivido. Agora, as equipas que jogam constantemente ao fim de semana e a meio da semana, aí aceito que os meus colegas tenham alguma reserva, mas eles têm plantéis em termos de quantidade e qualidade para manterem as dinâmicas e, à exceção do Braga, ainda esta semana deram respostas fabulosas”, disse.

O Sporting de Braga soma quatro derrotas nos últimos sete jogos (mais duas vitórias e um empate, em três competições, uma delas na quinta-feira, na Alemanha, diante do Union Berlin (1-0), que complicou as contas para seguir em frente na Liga Europa).

O treinador gilista considera que uma derrota “afeta sempre a motivação e a autoestima dos atletas”.

“Obviamente que perder nunca é igual que ganhar, temos que aproveitar esse momento, mas o Braga continua a ser uma equipa forte, bem organizada e que luta por outros objetivos. Esperamos que, a jogar diante do nosso público, este possa ser um momento de viragem, com todo o respeito pelo Braga. Precisamos de pontos e mudar no imediato os resultados”, disse.

Fran Navarro tem seis dos nove golos do Gil Vicente na I Liga, ou seja dois terços dos golos (66,6 %), e o treinador destacou a qualidade do ponta de lança espanhol.

“Não me surpreendeu, ele é um excelente jogador e um magnífico profissional, trabalha todos os dias arduamente e é um verdadeiro ponta de lança com ‘cheiro’ a golo. Ele já tem mais golos que na época passada [na mesma fase da temporada]], mas não começou da melhor forma. É de lembrar que ele tem menos 50 por cento da equipa que o servia e precisamos de algum tempo. É verdade que já tive algum tempo, mas é preciso sustentar os processos para a equipa ter um desempenho melhor”, disse.

O lateral-esquerdo Adrián Marin, expulso na derrota com o Desportivo de Chaves, por 3-1, na última jornada, é ausência certa, tal como o guarda-redes Andrew, a recuperar de uma apendicite.

Gil Vicente, 15.º classificado, com nove pontos, e Sporting de Braga, terceiro, com 22, defrontam-se a partir das 20:30 de domingo, no Estádio Cidade de Barcelos, jogo que será arbitrado por João Pinheiro, da associação de Braga.

Comentários

topo