Braga

Ruas de Braga acolhem procissão de Nossa Senhora da Torre

Partilhe esta notícia!

A Irmandade de Nossa Senhora da Torre, de Braga, retoma esta sexta-feira, uma procissão de velas “perdida” há mais de 70 anos.

Em comunicado, a Irmandade recorda que esta “piedosa devoção”, datada do século XVIII, realizava-se em Braga, em ação de graças, por a cidade “ter sido totalmente preservada do grande terramoto que devastou a zona baixa de Lisboa em 1755, o que levou a intensificar a já existente devoção a Nossa Senhora da Torre que nesta altura é aclamada como Padroeira e Especialíssima defensora da Augusta Braga”.

A procissão de velas, que tem início às 21h00 junto à Torre de Santiago (Largo de S. Paulo), irá passar pela Rua de S. Paulo, Largo Paulo Orósio, Rua do Alcaide, Largo São Paulo, Rua D. Gonçalo Pereira, recolhendo na Sé Primacial.

A imagem de Nossa Senhora da Torre ficará na Catedral até dia 1 de novembro. Após a eucaristia solene da Irmandade, às 11h30, o andor volta à Torre de Santiago, pela Rua D. Gonçalo Pereira.

A Irmandade de Nossa Senhora da Torre convida os fiéis a participarem nesta procissão noturna, onde se irá pedir à Senhora para que interceda pela paz no mundo.

A Irmandade tem confirmado a participação de várias irmandades da cidade de Braga e congregações religiosas como os Arautos do Evangelho que vão entoar cânticos ao longo do percurso.

Comentários

topo