Desporto

Vitória de Guimarães bate Famalicão e sobe ao quinto lugar da I Liga

Partilhe esta notícia!

O Vitória de Guimarães subiu hoje à quinta posição da I Liga portuguesa de futebol, ao derrotar o Famalicão por 3-1, num jogo equilibrado em que foi eficaz, no encerramento da 11.ª jornada da I Liga de futebol.

A equipa vitoriana desfez um início amarrado ao minuto 21, com um golo de Mikey Johnston, e pareceu encaminhar-se para um triunfo folgado com um ‘bis’ de Nélson da Luz, aos minutos 56 e 65, mas a equipa famalicense recusou ‘atirar a toalha ao chão’ e reabriu a discussão do jogo com dois golos de Alex Millán, aos minutos 74 e 83, sem chegar aos pontos, contudo.

Com a vitória num duelo minhoto com fim emotivo, a equipa treinada por Moreno apresenta uma sequência de seis jogos consecutivos sem derrotas para o campeonato e subiu ao quinto lugar, com os mesmos 20 pontos do quarto classificado, Casa Pia, enquanto a formação ‘branca e azul’ ocupa a 14.ª posição, com 10 pontos.

As equipas privilegiaram a paciência nos 20 primeiros minutos, recuando em bloco assim que perdiam a bola para se organizarem nas imediações das respetivas áreas, circunstância que dificultou a criação de lances de perigo.

Mais proativos no ataque, os vimaranenses circularam a bola por vários períodos e ameaçaram pela primeira vez a baliza contrária ao minuto 11, num remate por cima de Afonso Freitas, em lance parecido ao que valeu o golo inaugural do desafio.

Em resposta a novo cruzamento de Zé Carlos, da direita, Mikey Johnston ‘amorteceu’ de peito, ganhou espaço face à marcação de Penetra e colocou a bola junto ao poste esquerdo, num remate indefensável para Luiz Júnior.

O jogo prosseguiu na mesma toada, mas com o Famalicão a adiantar-se no terreno e a ter mais bola perante um adversário que, em vantagem, adotou uma postura mais expectante.

A reação da equipa treinada por João Pedro Sousa traduziu-se numa oportunidade para igualar até ao intervalo, ao minuto 36: Puma Rodríguez atrasou de cabeça para o remate de primeira de Iván Jaime, intercetado por Mikel Villanueva quando seguia a rota da baliza.

Após o intervalo, Ivo Rodrigues substituiu Iván Jaime nos famalicenses, que colocaram Bruno Varela à prova por duas vezes, em remates de Kadile, antes de sofrerem o segundo golo.

Anderson apareceu com espaço na esquerda e vislumbrou Zé Carlos solto na área, que atrasou para o remate certeiro de Nélson da Luz, de primeira, a avolumar a vantagem, ao minuto 56.

O extremo angolano ‘bisou’ ao minuto 65, na conclusão de um contra-ataque construído por Dani Silva e por Mikey Johnston, numa altura em que Alex Millán, protagonista da reação famalicense, já estavam em campo.

O avançado espanhol reduziu a diferença no marcador, ao aproveitar um passe de Ivo Rodrigues para se isolar e desviar a bola do alcance do guarda-redes vitoriano, e fez o 3-2 de cabeça aos 83, novamente assistido pelo ala esquerdo, que quase fez o 3-3 dois minutos depois, num remate desviado para fora por André André.

Comentários

topo