Tecnologia

Tendências que vão marcar os negócios online em 2023

Partilhe esta notícia!

Os últimos anos representam um grande salto na forma como interagimos uns com os outros, fazemos as nossas compras e até ocupamos os nossos momentos de lazer. O mundo online passou a ocupar um papel central na nossa vida. Nesse sentido, tornou-se essencial que as empresas que possuem negócios online mostrem capacidade de evoluir e de se adaptarem. 

Durante 2022 assistimos a uma maior aposta por parte das empresas em providenciar uma experiência online mais personalizada aos consumidores. Em 2023, assistiremos sobretudo a mais uma etapa no desenvolvimento tecnológico.

A Agência de SEO e Marketing Digital AWISEE, uma empresa de dimensão internacional que está presente em dezenas de países, reuniu aquelas que acredita serem as principais tendências para os negócios online em 2023.

Blockchain: Para maior confiança

Um dos pontos mais importantes nas transações realizadas na Internet é seguramente a segurança. Os crimes informáticos estão na ordem do dia, e como tal é essencial encontrar mecanismos que aumentem o sentimento de segurança em relação aos pagamentos de bens ou serviços realizados. A tecnologia de blockchain está-se a impor como uma das soluções mais robustas e confiáveis para alcançar esse objetivo. 

Até aqui, a maioria das transações online passa por intermediários e em muitos casos, passa até por diversas entidades. Podemos estar a referir-nos a carteiras digitais como o PayPal, Neteller, Skrill, a cartões pré-pagos como o Paysafecard ou ainda às próprias instituições bancárias. Mas na equação também podem entrar os sistemas de verificação anti fraude, que também acedem aos dados, por forma a realizar a sua análise. 

Este é um método centralizado que representa um risco acrescido para os consumidores. A informação da transação é transmitida para as diversas empresas que fazem parte da cadeia e basta que uma falhe com as suas obrigações de assegurar um ambiente seguro, para que daí possam resultar problemas sérios. 

Recentemente, a Interpol declarou que os crimes financeiros e informáticos são as principais ameaças criminosas no mundo. Esta agência de segurança coloca o impacto deste tipo de crimes acima de outros como terrorismo, o que deixa desde logo antever o seu peso. 

É aqui que entra a blockchain, uma tecnologia que aposta na descentralização. Por outras palavras, o controlo das transações deixa de ser realizado por empresas, ou por governos, anulando assim a dependência de intermediários.

O blockchain utiliza um sistema de redes descentralizadas, nas quais toda a informação é encriptada. Os blocos de informação são espalhados por diversos computadores, garantindo assim a sua integridade e dispensando o recurso a soluções centralizadas. 

O apelo do metaverso

O metaverso é um conceito em plena ascensão. Nas notícias sobre tecnologia ouvimos falar cada vez mais sobre metaverso, mas a verdade é que muitas pessoas ainda não compreendem na plenitude o conceito. Metaverso é um universo digital onde as pessoas interagem através de tecnologias como a realidade virtual e a realidade aumentada. 

Para muitas empresas, este mundo digital representa uma excelente oportunidade para lançarem produtos e serviços digitais, os quais são altamente rentáveis e lucrativos. Mas, na verdade, o potencial de rentabilidade não é o único motivo. 


A presença das empresas no metaverso é também uma afirmação e demonstração de adaptação aos novos tempos. Mas marcas querem interagir com o público onde ele se encontra e hoje em dia, não basta a presença física. 

O grupo Facebook, hoje designado Meta, exatamente devido à grande aposta que está a fazer no metaverso, é sem dúvida um dos grandes responsáveis pela grande popularidade deste conceito, com o seu universo designado por Horizon Worlds. Mas existem outros mundos, como Sandbox e Decentraland. 

Em 2023, veremos mais empresas a embarcar na aventura do metaverso, oferecendo produtos e serviços focados nestes mundos virtuais.

Comentários

topo