País

Marcelo apela ao “firme respeito pela diferença” no Dia Internacional da Tolerância

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, faz hoje um apelo ao “firme respeito pela diferença”, ao assinalar o Dia Internacional da Tolerância, considerando que Portugal se pode orgulhar “da sua tradição” nesta matéria.

Numa mensagem publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa refere que o Dia Internacional da Tolerância é celebrado anualmente em 16 de novembro “pelas Nações Unidas e em muitos países do mundo” e defende que “deve ser por todos celebrado”.

O chefe de Estado afirma que este é um “valor universal” que se manifesta “na construção de pontes perante o outro, na aceitação do que não é semelhante e no firme respeito pela diferença” e apela à sua “intransigente defesa”.

Quanto a Portugal, segundo Marcelo Rebelo de Sousa o país “orgulha-se legitimamente da sua tradição de tolerância, de respeito pela pluralidade e diversidade”.

No seu entender, esta data constitui uma oportunidade para se valorizar “a diversidade cultural, o princípio do diálogo entre seres humanos, a coexistência pacífica, a justiça social e solidariedade entre países e povos”.

“Mais do que nunca, este Dia Internacional da Tolerância deve ser por todos celebrado, uma vez que é pela sua observância que estaremos mais perto de conseguir um mundo mais pacífico, com mais respeito pela dignidade e diversidade da pessoa humana, independentemente do seu credo ou etnia, da sua orientação sexual, da sua convicção política ou condição social”, acrescenta.

O Dia Internacional para a Tolerância, celebrado em 16 de novembro, foi instituído através de uma resolução adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1996.

Comentários

topo