Vila Verde

Nautikay da Vila de Prado vence prémio ‘Cases’ da Caixa Geral de Depósitos

(c) Redes sociais
Partilhe esta notícia!

Do esperdício têxtil a alta performance.
Quando falamos em desperdício têxtil é comum pensarmos em produtos simples feitos com restos.

Fotos: Cedidas ao Semanário V

Nautikay é uma empresa sustentável e de inovação, criada por Miguel Fernandes. Após observare o desperdício da industria têxtil de grandes marcas, pensou numa maneira de o aproveitar
Um projecto simples que lhe valeu um Premio numa iniciativa de nacional da Caixa Geral de Depósitos, em conjunto com a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES) em 2022 com o modelo de negocio e um pequeno investimento de 5 mil euros, criou a marca Nautikay para desportos náuticos, e veio mostrar que é possível ir mais longe com o desperdício têxtil.
Baseada no aproveitado excedentes da materia prima de grandes marcas, que teriam como fim a sua destruição ao a desvalorização das suas principais características técnicas.
Tendo acesso aos excedentes e as características técnicas de cada materia prima, e uma boa equipada de design é possível desenvolver peças de vestuário de igual valor para o desporto e uma solução para poupar o meio ambiente e produzir vestuário de à alta performance.

A marca que já é uma referencia na Canoagem Nacional, quer até 2025 chegar aos 90% de matérias primas entre desperdício têxtil e materia prima já reciclada. Para isso conta empresas que também estão fortemente ligadas no combate ao desperdício têxtil .
Pode parecer um clichê, mas é do desperdício têxtil a alta performance.

Comentários

topo