Viana do Castelo

Ex-aluno do Politécnico de Viana sagra-se Campeão Intercontinental de Capoeira

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

André Martins tirou um curso de licenciatura em Desporto e Lazer, na Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo, em Melgaço, e admite que a formação superior lhe permitiu adquirir ferramentas que o tornam melhor profissional.

Partiu um pouco a medo e com as espectativas muito baixas. Deixou-se, no entanto, convencer pelo mestre e pelo instrutor e acabou por se inscrever. No final, saiu de Matosinhos com o título de Campeão Intercontinental de Capoeira.

Licenciado em Desporto e Lazer, na Escola Superior de Desporto e Lazer, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESDL-IPVC), em Melgaço, André Martins, de 34 anos, sagrou-se campeão na categoria 18/39, da 5.ª e 6.ª graduações. “Venci na faixa etária dos 18 aos 39 anos e na maior graduação possível para um aluno”, começou por descrever o campeão de Vila Nova de Cerveira.

Pratica capoeira desde 2004, altura em que a atividade era descrita apenas como uma mistura entre dança livre e música. Hoje, diz André Martins com orgulho, a capoeira define-se como arte marcial. Um caminho feito por esta atividade que em tudo se assemelha ao percurso do atleta. “Tinha muitas dúvidas se havia ou não de me inscrever, mas o meu mestre e o meu instrutor incentivaram-me e acabei por ir. Mas depois comecei a ver que havia muitos atletas de outros países, como Brasil, São Tomé e Príncipe e Espanha, e fiquei ainda com mais receio e mais aflito”, descreve André Martins.

Foi com “as expectativas muitas baixas”, mas a cada jogo ia chegando uma nova vitória até que se apresentou para a grande final. Aí, queria mesmo vencer e acabou por subir ao mais alto lugar do pódio. E para André Martins foi mesmo chegar, ver e vencer. “Fico ainda mais feliz porque esta foi a primeira competição deste nível em que participei. Aliás, a prova acabou por se tornar intercontinental e ganhar uma grande dimensão devido à nacionalidade dos atletas participantes”.

O Campeonato Intercontinental de Capoeira inseriu-se no Festival Internacional de Artes Marciais e Desporto de Combate 2022, que aconteceu sábado, no Pavilhão dos Congressos de Matosinhos.
Além de ser responsável pela área do desporto no Hotel Palácio de Astúrias, em Espanha, onde trabalha com uma população com necessidades especiais, André Martins é atleta federado e faz parte do Centro Cultural Capoeira Batuqueiro, com sede, em Portugal, na cidade de Viana do Castelo.

Com uma vida profissional toda ela ligada ao desporto, André Martins diz que o seu percurso foi muito facilitado pelo curso de licenciatura que tirou no Politécnico de Viana do Castelo. “A minha formação na ESDL tem sido fundamental na minha vida profissional, porque me permitiu adquirir ferramentas que hoje posso aplicar com os meus clientes. Tive um grupo de docentes que me ajudou a juntar um conjunto de ferramentas para ser um melhor profissional e ajudar a população com necessidades especiais com a qual trabalho”, remata André Martins.

Comentários

topo