Braga

Mariana Machado foi a melhor portuguesa nos Europeus de corta-mato

Partilhe esta notícia!

Mariana Machado foi a portuguesa mais bem classificada nos Europeus de corta-mato, em Turim, ao terminar hoje no nono lugar a prova de sub-23.

A atleta do Sporting de Braga, campeã nacional, procurava a terceira medalha seguida na competição, depois dos bronzes, em Dublin, no ano passado, e em Lisboa, em sub-20, em 2019.

Mariana Machado não foi além do nono lugar, em 20.56 minutos, a 1.01 minutos da vencedora, a italiana Nádia Battocletti, que cumpriu a prova em 19.55, impondo-se às britânicas Megan Keith e Alexandra Millard, que terminaram nas segunda e terceira posições, em 20.08 e 20.27, respetivamente.

“Depois de ter conquistado uma medalha no ano passado estava à espera de melhor, mas infelizmente não foi assim. Estou um pouco triste, mas não queria ficar triste, pois como todos sabem tive alguns problemas na preparação. Passei por dificuldades, mas o importante aqui era competir e terminar o melhor possível”, afirmou Mariana Machado, em declarações reproduzidas pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA).

Lia Lemos, também do Sporting de Braga, terminou na 23.ª posição, em 21.31, enquanto Inês Borba, do Sporting, foi 55.ª, em 23.05.

Nos sub-23 masculinos, Miguel Moreira, do Benfica, foi 16.º, em 24.33, numa prova dominada pelos britânicos, com o vencedor Charles Hicks a vencer, em 23.40, à frente do seu compatriota Zakariya Mahamed, em 23.48. No terceiro lugar ficou o francês Valentin Bresc, com o tempo de 23.58.

“Estou satisfeito, pois foi a minha melhor classificação em provas internacionais (…) decidi fazer uma corrida de trás para a frente. Nas subidas longas senti-me sempre bem, ganhei aí muitos lugares, e nas descidas conseguia recuperar bem”, explicou Miguel Moreira, vice-campeão nacional em sub-23.

Rúben Amaral, do Sporting, terminou no 44.º lugar, em 25.11, à frente de Etson Barros, o vice-campeão absoluto e quarto júnior em Lisboa, há três anos, que concluiu a prova no 47.º posto, em 25.24, mesmo assim à frente do seu companheiro de equipa no Benfica Pedro Amaro, que foi 54.º, em 25.37.

Nos escalões de sub-20, Ana Marinho, do São Salvador do Campo, foi a primeira portuguesa a terminar, no 38.º posto, em 14.08 minutos, enquanto Rodrigo Lima, do Sporting, foi o melhor nos masculinos, com o 51.º lugar, em 18.51.

A espanhola Maria Forero levou a melhor na prova feminina, em 13.04, enquanto o britânico Will Barnicoat na masculina, em 17.40.

Os restantes portugueses em prova nos sub-20 terminaram em posições modestas, com Lara Costa (Várzea) no 47.º, em 14.07, Rita Figueiredo (Sporting) no 55.º, em 14.28, Diana Fernandes (Várzea) no 73.º, em 14.59, e Beatriz Fernandes (ADN Oeiras) no 79.º, em 15.16.

Rúben Pires (Várzea) terminou em 59.º a prova de sub-20, em 19.04, à frente de Duarte Santos (Sporting), 74.º em 19.23, Rodrigo Freitas (Benfica), 79.º com o tempo 19.43, e Leandro Monteiro (Sporting), 87.º em 20.13.

A estafeta mista nacional, composta por Salomé Afonso (Sporting), Patrícia Silva (Sporting), Nuno Pereira (Sporting) e Isaac Nader (Benfica), terminou na 10.º posição, com o mesmo tempo da República da Irlanda, nona em 17.56, a 33 segundos dos vencedores, a anfitriã Itália, com Pietro Arese, Federica Del Buono, Yassin Bouih e Gaia Sabatini.

“Não podemos colocar panos quentes nisto, esperávamos fazer melhor, mas não conseguimos. Temos de continuar a trabalhar”, afirmou Nuno Pereira, lamentando o desfecho, tal como fez Salomé Afonso: “Nós tínhamos expetativas altas na nossa prestação, temos equipa para fazer muito melhor, mas hoje a sorte não esteve connosco”.

Estas foi a primeira vez, em 28 edições, cinco vitórias individuais e 10 coletivas, que Portugal não participou nas corridas principais dos Europeus, ambas vencidas por noruegueses.

Karoline Bjerkeli Grovdal venceu a prova feminina, em 26.25, deixando as alemãs Konstanze Klosterhalfen, Alina Reh e Hanna Klein, nas posições imediatas, a quatro segundos e 54 segundos, respetivamente.

Também sem surpresa, Jakob Ingebrigtsen revalidou o título na prova masculina, em 29.33, superando o britânico Emile Cairess, segundo a nove segundos, e o belga Isaac Kimeli, terceiro a 12.

Comentários

topo