Vila Verde

Membros da Assembleia querem ‘separar’ as 7 freguesias da UF da Ribeira do Neiva

(C) Semanário V / UF Ribeira do Neiva
Partilhe esta notícia!

Foram hoje apresentadas sete propostas de criação das freguesias Godinhaços, Duas Igrejas, Pedregais,Portela das Cabras,Azões, Rio Mau, Goães, por desagregaçao da União das Freguesias da Ribeira do Neiva, ao abrigo do artigo 10. n.1 aliena a) da Lei 39/2021 de 24 de Junho, por cinco membros da a Assembleia de Freguesia da UF Ribeira do Neiva.

 

 

 

 

 

 

 

As propostas de criação das freguesias, obedecem ao regime simplificado previsto no artigo 25 da lei, e devem ser entregues ate 21 de dezembro de 2022.

Os preponentes da proposta de criação, com este ato deram início ao procedimento, dentro do prazo legal, previsto no artigo 10. 25 da Lei 39/2021 de 24 de Junho, sendo que as propostas têm agora de ser enviadas pelo presidente da Assembleia da União de Freguesias da Ribeira do Neiva para o órgão executivo para dar o seu parecer, tendo depois o presidente da Assembleia de freguesia da União de Freguesias Ribeira do Neiva de proceder à marcação de uma reunião extraordinária para realizar a discussão e votação das propostas de criaçao das sete freguesias.

Fotos: Cedidas ao Semanário V

Proposta entregue

A proposta individual, contempla a desagregação das Freguesias de Godinhaços, Duas Igrejas, pedregais,Portela das Cabras,Azões, Rio Mau, Goães, em processo individual e autónomo.

A entrega da documentação foi feita na parte da manhã do dia de hoje, pelo representante dos membros da Assembleia de Freguesia da Ribeira do Neiva, o Advogado João Silva, na companhia de outros membros da Assembleia de freguesia da Ribeira do Neiva.

Os membros da Assembleia da Ribeira do Neiva salientam que é em nome da coletividade e dos superiores interesses da população, e consideram que foi um erro enorme a agregação da União das Freguesias da Ribeira Do Neiva, a todos os niveis para a população, que as freguesias perderam a sua identidade, sendo que é vontade de todos reverter esta situação, como está acontecer em todo o país.

“É esta a altura”

“É altura e uma oportunidade das Freguesias agregadas, como é o caso da União das Freguesias da Ribeira do Neiva, que cumpre todos os requisitos para proceder à sua desagregação, para terem novamente autonomia popular, financeira, histórica e cultural”, disse ao Semanário V em exclusivo um dos mentores do processo de desagregação.

Comentários

topo