País

Mau tempo: Proteção Civil regista 40 ocorrências entre as 00:00 e as 07:15

Partilhe esta notícia!

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou entre as 00:00 e as 07:15 de hoje 40 ocorrências em Portugal continental devido ao mau tempo, sobretudo quedas de árvores e pequenas inundações.

“Foi uma noite muito calma. Tivemos 40 ocorrências em Portugal continental, sobretudo nos distritos do litoral. Tratou-se de quedas de árvores e pequenas inundações da via pública”, disse à Lusa o comandante Miguel Oliveira, da ANEPC.

De acordo com Miguel Oliveira, em Lisboa foram registadas naquele período oito ocorrências relacionadas com pequenas inundações da via pública.

Contactado pela agência Lusa, fonte do Regimento Sapadores Bombeiros de Lisboa disse também que “a noite foi muito calma, sem ocorrências significativas”.

Oito distritos de Portugal continental estão até às 09:00 de hoje sob aviso laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro, devido à chuva forte e persistente, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Estes oito distritos, de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Leiria, Lisboa, Santarém, Setúbal e Viseu, estão com aviso laranja até às 09:00, passando depois a amarelo até às 16:00.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os distritos de Beja, Braga, Bragança, Évora, Faro, Guarda, Portalegre, Porto e Vila Real estão sob aviso amarelo também por causa da chuva até às 15:00 de hoje.

O aviso laranja indica situação meteorológica de risco moderado a elevado e o amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

A Proteção Civil elevou na segunda-feira o nível de alerta de amarelo para laranja em oito distritos face às previsões de chuva intensa para o final do dia e alertou para a possibilidade de inundações em meio urbano.

O alerta especial para nível laranja aplica-se nos distritos de Braga, Viana do Castelo, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Setúbal e Lisboa, disse o comandante nacional da ANEPC, André Fernandes, durante uma conferência de imprensa.

O nível laranja é o segundo mais elevado numa escala de quatro e representa um grau de risco elevado, existindo a possibilidade de ocorrência de fenómenos invulgares que podem causar danos a pessoas e bens, colocando em causa a sua segurança.

O período crítico será até às 09:00 de hoje com possibilidade chuva forte, trovoadas e rajadas fortes de vento.

Comentários

topo