Guimarães

Governo quer manter em Guimarães a Universidade das Nações Unidas

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Conselho de Ministros aprovou uma resolução que visa assegurar a manutenção em território nacional da Unidade Operacional de Governação Eletrónica Orientada para Políticas da Universidade das Nações Unidas (UNU), instalada desde 2015 em Guimarães.

Em comunicado, o Conselho de Ministros refere que a resolução, a apresentar à Assembleia da República, aprova um acordo suplementar ao acordo entre a República Portuguesa e a UNU relativo à criação, funcionamento e localização daquela Unidade Operacional, assinado em Lisboa em julho de 2021.

“Este acordo suplementar visa assegurar a manutenção em território nacional daquela instituição dedicada à investigação, estudo de políticas e desenvolvimento da capacidade no domínio da governação eletrónica com vista à disseminação de conhecimento que promova os objetivos da paz e progresso das Nações Unidas”, acrescenta.

A Unidade Operacional está instalada em Guimarães desde 2014 e, desde então, já acolheu cerca de 700 investigadores de mais de seis dezenas de países que desenvolvem trabalho na área da governação digital.

Constitui uma das diferentes unidades e institutos da Universidade das Nações Unidas, que está sediada em Tóquio e que foi fundada em 1972.

Comentários

topo