Braga

Nem a chuva parou o bananeiro em Braga neste natal

Partilhe esta notícia!

O Natal do Bananeiro surge há quarenta anos atrás quando comerciantes da Rua do Souto se decidiram reunir à porta do número 26, ao final da tarde do dia 24 de dezembro, com o objetivo de desejar “Boas Festas” a conhecidos e desconhecidos, acompanhados de um cálice de vinho moscatel e uma banana.

Ano após ano, o convite foi passando de boca em boca e novos adeptos foram chegando. Um balcão foi montado à entrada do estabelecimento para melhor receber a crescente clientela. A rua tornou-se pequena para tanta gente. Atualmente, este é um acontecimento que se pode comparar a um pequeno São João.

No dia 24 não se esqueça: comece cedo a preparar a consoada. O bacalhau e as batatas, a doçaria tradicional, a toalha festiva, os pratos e os copos devem ir cedo para a mesa, para que a meio da tarde consiga dar um saltinho ao Bananeiro.

Pode trazer a garrafa de Moscatel de baixo do braço e a banana na mão. Ou então, não se esqueça da carteira, pois ambos os ingredientes principais da tarde estão à venda na Casa das Bananas.
Guarda-chuva na mochila. Estamos em Braga e probabilidade da chuva dar um ar da sua graça é elevada. Porém, não se preocupe porque nem isso o fará arredar pé mais cedo.

Boa disposição! Com ou sem bananas, com ou sem moscatel, é tudo o que verdadeiramente precisa!

Comentários

topo