Braga

Estacionamento no Hospital de Braga vai subir entre 10 a 20%

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A Câmara de Braga aprovou hoje, com os votos contra do PS e CDU, o novo tarifário do parque de estacionamento do hospital público da cidade, que prevê um aumento de 10% no valor máximo diário.

A tarifa máxima diária, que atualmente é de cinco euros, vai subir, em 2023, para 5,5 euros.

Segundo o vereador socialista Artur Feio, os aumentos parcelares chegam a atingir os 20%.

Os primeiros 15 minutos vão custar 0,30 cêntimos (atualmente custam 25) e a primeira hora passará de 1,15 para 1,25 euros.

Os aumentos serão sempre mais acentuados nas horas seguintes.

O valor máximo a pagar (5,50 euros) será atingido aos 465 minutos.

Os aumentos foram contestados pela oposição, mas o presidente da câmara explicou que esta votação “não passa de um formalismo” decorrente da lei.

“A lei define que o assunto tem de passar pelo executivo, para atestar que cumpre os formalismos”, referiu.

O autarca admitiu que o modelo de gestão daquele parque de estacionamento “é errado” e “penaliza os utentes”, mas adiantou que o município não pode interferir nos preços.

Adiantou que se o tarifário fosse chumbado em reunião do executivo, a entidade que gere o parque iria, “inevitavelmente”, acionar os mecanismos judiciais para fazer valer os seus direitos.

“Não vou criar encargos para a câmara só para fazer um bonito político”, referiu, depois de ter sido desafiado pela oposição a votar contra.

O Hospital de Braga foi construído ao abrigo de uma parceria público-privada com o Grupo Mello Saúde.

Em 2019, a parceria foi dissolvida, mas apenas no que se refere à gestão, que passou para a esfera pública.

O edifício e o parque de estacionamento continuam a cargo da sociedade Escala Braga.

Comentários

topo