Região

Condenado a 19 anos de prisão por matar ex-companheira em Arcos de Valdevez

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

O Tribunal Judicial de Viana do Castelo condenou hoje um homem que confessou ter matado a ex-companheira, em Arcos de Valdevez, a 19 anos e dois meses de prisão pelos crimes de homicídio qualificado e detenção de arma proibida.

Os factos ocorreram a 11 de março de 2022, na residência da mulher, de 53 anos, na freguesia de Jolda, concelho de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo.

A vítima foi “esfaqueada e estrangulada”, tendo sido “o agressor a ligar para o 112, dizendo que tinha matado a mulher”.

Hoje, durante a leitura do acórdão, a juíza que presidiu ao coletivo que em dezembro começou a julgar o homem, à data dos factos com 38 anos, condenou ainda o arguido ao pagamento de 150 mil euros de indemnização cível aos três filhos da vítima.

Dirigindo-se ao arguido, que assistiu à leitura do acórdão por videoconferência, a juíza disse-lhe que vai ter “muitos anos para refletir no que fez”.

“Não se faz isto por amor, mas sim por egoísmo”, acrescentou.

Comentários

topo