País

Greve na CP levou à supressão de metade dos comboios previstos até às 08:00

Partilhe esta notícia!

A CP – Comboios de Portugal suprimiu 125 das 245 ligações programadas entre as 00:00 e as 08:00 de hoje, devido à greve de maquinistas, de acordo com fonte oficial da empresa.

O presidente do Sindicato Nacional dos Maquinistas dos Caminhos de Ferro Portugueses (SMAQ), António Domingues, disse, por sua vez, que a adesão à greve até às 08:00 era de 100% e que apenas estão a ser cumpridos os serviços mínimos.

De acordo com o balanço feito pela CP à Lusa cerca das 08:30, estavam programados 245 comboios, foram efetuados 120 e suprimidos 125.

Os trabalhadores das categorias representadas pelo SMAQ cumprem uma greve total, entre as 00:00 de hoje e as 23:59 de quinta-feira.

Na segunda-feira, os maquinistas iniciaram uma greve ao trabalho extraordinário e em dias de descanso, que se prolongará até às 23:59 de domingo.

O protesto do SMAQ pretende reclamar melhores condições de trabalho e aumentos.

Em comunicado publicado no ‘site’ do sindicato é referido que a paralisação terá mais impacto entre “as 00:00 do dia 04 de janeiro de 2023 [hoje] e as 24:00 do dia 05 de janeiro de 2023 [quinta-feira]”, quando os trabalhadores “das categorias representadas pelo SMAQ” se encontram “em greve à prestação de todo e qualquer trabalho”.

O sindicato reivindica a “melhoria das condições de trabalho nas cabines de condução e instalações sociais” e das “condições de segurança nas linhas e parques de resguardo do material motor”.

O SMAQ exige também a “humanização das escalas de serviço, horas de refeição enquadradas e redução dos repousos fora da sede”, a “implementação de um efetivo protocolo de acompanhamento psicológico aos maquinistas em caso de colhida de pessoas na via e acidentes”, o “reconhecimento e valorização das exigências profissionais e de formação dos maquinistas pelo novo quadro legislativo” e o cumprimento integral do acordo de empresa.

O sindicato pretende ainda o “reconhecimento de categoria superior aos associados do SMAQ que desempenham/desempenharam serviço em órgãos de acompanhamento de tráfego” e manifesta-se “contra a absurda discriminação das categorias operacionais em matéria de tolerâncias de ponto na quadra festiva”.

Para hoje e quinta-feira foram definidos serviços mínimos, que podem ser consultados no ‘site’ da empresa, para serviços Alfa Pendular e Intercidades; Regional, InterRegional e Internacional; Comboios Urbanos do Porto e de Coimbra e Comboios Urbanos de Lisboa, destacou ainda.

Comentários

topo