Viana do Castelo

Angariados mais de 1.500 pares de meias com projeto de aluna do IPVC de Viana

Partilhe esta notícia!

A campanha Amor A Meias ultrapassou todos os objetivos traçados por Joana Azevedo, aluna da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESE-IPVC). Ao longo do mês de dezembro, foram angariadas meias que são, a partir desta sexta-feira, entregues às várias instituições do concelho de Viana do Castelo com estruturas residenciais de apoio à terceira idade.

O objetivo inicial seria chegar aos 700 pares de meias, mas foram ultrapassadas as melhores expectativas. Assim decorreu a campanha Amor a Meias, desenvolvida por Joana Azevedo, aluna do terceiro ano do curso de licenciatura em Educação Social e Gerontológica, da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESE-IPVC).

Ao longo de algumas semanas, a comunidade mobilizou-se e foram angariados mais de 1.500 pares de meias, que são, a partir desta sexta-feira, às 14h30, entregues às várias instituições do concelho de Viana do Castelo com respostas na área da terceira idade.

“Não esperava que a adesão fosse tão grande. Contei com a colaboração de muitas pessoas, colegas de curso, toda a estrutura do Politécnico de Viana do Castelo, instituições públicas, com a Câmara Municipal de Viana do Castelo e a Associação Empresarial de Viana do Castelo, mas também vários parceiros privados. Foram todos fundamentais para o sucesso desta iniciativa”, descreve esta estudante de 28 anos, natural de Esposende.

Amor a Meias é um projeto de Joana Azevedo, mas teve vários contributos ao longo de todo o processo, mesmo dos alunos que chegaram, no início do ano letivo, pela primeira vez ao Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Tratou-se, afirma, de uma forma de consciencialização para uma realidade cada vez mais presente: o aumento da esperança média de vida em Portugal e a necessidade de um envelhecimento ativo e saudável. E foi com base nesta premissa e no papel do gerontólogo, que se deve centrar cada vez mais no propósito de criar mecanismos para a melhoria da qualidade de vida das pessoas à medida que envelhecem, que nasceu o Amor a Meias.

Com a colaboração dos colegas de curso de licenciatura em Educação Social e Gerontológica e do mestrado em Gerontologia Social, os pares de meias foram colocados em embrulhos e acompanhados de um postal personalizado, criado a partir de desenhos natalícios feitos por crianças e com mensagens dos estudantes envolvidos.

Comentários

topo