Desporto

Boateng, do Rio Ave, queixa-se de insultos racistas perante Vitória de Guimarães

Partilhe esta notícia!

O extremo do Rio Ave Emmanuel Boateng queixou-se hoje de insultos racistas no jogo com o Vitória de Guimarães, relativo à 15.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Guimarães.

O caso deu-se ao minuto 65 do encontro, quando o jogador ganês, de 26 anos, pediu falta num lance disputado com dois atletas vitorianos, em que perdeu a bola e ficou por momentos no chão, junto à bandeirola de canto, no limite entre a bancada nascente inferior e a bancada norte inferior do Estádio D. Afonso Henriques.

Ao regressar à área vila-condense, onde a equipa da casa se preparava para bater um pontapé de canto, Boateng abordou o árbitro André Narciso para lhe expor os alegados insultos que ouviu, facto que levou o árbitro a manter o jogo interrompido e a pedir ao Vitória de Guimarães para emitir um aviso sobre o sucedido, através das instalações sonoras do estádio.

O jogo, que terminou empatado 0-0, prosseguiu depois de realizado esse alerta pelo ‘speaker’ dos vimaranenses.

Comentários

topo