Braga

Oferta de casas para arrendar em Portugal desceu 40% em 2022

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

A oferta de casas para arrendar desceu 40% no quarto trimestre de 2022 face ao ‘stock’ disponível no mesmo período de 2021, segundo um estudo divulgado hoje pelo portal imobiliário idealista.

No último trimestre do ano passado, a oferta de habitação para arrendar em Portugal desceu em 14 capitais de distrito, com Braga (-59%) e Lisboa (-55%) a liderarem as quebras, seguidas pelo Porto (-52%) e Viseu (-49%). Seguem-se Aveiro (-49%), Coimbra (-49%), Castelo Branco (-31%), Setúbal (-28%), Leiria (-25%), Viana do Castelo (-22%), Santarém (-13%), Faro (-11%), Vila Real (-9%), Funchal (-1%).

Pelo contrário, Beja foi a cidade onde mais cresceu o ‘stock’ de arrendamento (29%), seguida por Bragança (27%), Évora (24%), Ponta Delgada (19%) e Guarda (8%).

Já analisando por distrito/ilhas, o ‘ranking’ da descida da oferta durante o último ano é liderado por Lisboa (-50%), Braga (-47%) e Porto (-47%). Seguem-se Aveiro (-41%), Viseu (-38%), Coimbra (-37%), Castelo Branco (-30%), Beja (-15%), Viana do Castelo (-14%), Setúbal (-14%) e Leiria (-12%).

Comentários

topo