Guimarães

40% da população de Guimarães abrangida na nova fase de Recolha de Resíduos

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

Guimarães está a implementar um ambicioso projeto de gestão de resíduos, através da separação dos resíduos orgânicos, que avança para a segunda fase e conta com um investimento significativo por parte quer do município, quer do governo central. Sofia Ferreira, Vereadora do Ambiente e da Ação Climática, afirma que “esta estratégia inclui a expansão da recolha seletiva dos orgânicos, atingindo 40% da população, e da compostagem comunitária para todas as freguesias do concelho, realçando que a recolha desta fração será realizada pela Empresa Municipal Vitrus”. Com esta fase, realça a vereadora, “Guimarães fica em posição de antecipar as metas nacionais para a recolha desta fração e da importância deste projeto para a neutralidade climática 2030, da Missão das 100 Cidades, que Guimarães assumiu”.

Dalila Sepúlveda, responsável pelo projeto, explicou numa reunião com os presidentes das juntas de freguesia abrangidas, que a adoção do sistema de recolha porta-a-porta tem tido mais adesão da população do que a utilização de contentores de proximidade e atinge maiores taxas de captura, que na fase 1 já atingiu 31%. Quanto à compostagem doméstica, esta superou as expectativas e existem cada vez mais aderentes tendo sido, no primeiro ano, 600 compostores distribuídos por todo o concelho. Além disso, para incentivar ainda mais a participação, o município isenta a taxa de gestão de resíduos a quem promover a compostagem doméstica.

A estratégia inclui seis etapas: 1. recolha seletiva na origem comunitária; 2. recolha seletiva na origem doméstica; 3. recolha de resíduos verdes por agendamento; 4. recolha seletiva de biorresíduos nas habitações; 5. recolha seletiva no canal Horeca (restauração e similares); e 6. recolha seletiva nos restantes utilizadores não domésticos. As freguesias escolhidas para iniciar o projeto são aquelas que possuem maior número de habitantes, com o objetivo de maximizar o impacto e o sucesso da iniciativa.

Este projeto está incluído na RRRCICLO – Estratégia para a Economia Circular de Guimarães, promovido em parceria com o Laboratório da Paisagem responsável pela área da investigação e desenvolvimento, comunicação e sensibilização da população e também através do programa PEGADAS, na comunidade escolar.

Comentários

topo