Vila Verde

Pedro Costa de Cervães revela que tinha como objetivo “não voltar mais a casa”

(c) Direitos reservados
Partilhe esta notícia!

“Mais uma vez falhei, segunda-feira saí de casa, tal como em outras ocasiões, apenas com um objetivo em mente: não mais voltar. Mas mais uma vez, falhei”, é desta forma aparentemente com arrependimento e expondo os seus «demónios», que o Pedro Costa, de Cervães, Vila Verde, fala publicamente, depois de dois dias desaparecido, o que gerou uma “onda de busca” e apoio em toda a região. «Peço desculpa pelo sofrimento causado, sofrimento em parcelas de tantas outras vezes, se a coragem e a força não me faltassem já o sofrimento teria passado, assim só resta a ânsia dos meus», refere no post do seu facebook, a que o Semanário V teve acesso.

Numa declaração sofrida, o jovem (casado e pai de duas filhas) refere ainda que « resta apanhar os cacos, os meus e os dos meus, que cada vez se partem em pedaços mais pequenos, cada vez mais difíceis de colar».
E vai mais longe: «Exponho-me em público desta vez, porque sinto que vos devo uma explicação a todos, apesar de não ser muito fácil para mim dá-la, mas faço-o como primeiro passo de uma mudança, admitir perante todos vocês os meus demónios, os meus medos, os meus fantasmas e porque sinto que vos devo uma explicação para o sofrimento desmedido que vos venho a causar». Conclui: «Pedir desculpas não é suficiente, mas é o que me resta neste momento. “Estou vivo!”»

Comentários

topo